Um mundo livre de DRM

Depois da conferência de imprensa onde a EMI anunciou o fim do DRM na sua música surgem na minha mente alguns pensamentos:

  • 256 Kbs – Uau! os 128 Kbs realmente era pouco para música que se queria comprar!
  • Como é que fica o Zune no meio disto? Pode o Zune colocar DRM automaticamente em música que é vendida sem DRM? Não viola dessa forma a licença sob a qual a música é vendida?
  • Mais uma vez a apple abre o caminho, fazendo com despoletar uma revolução na música
  • Vai ser interessante analisar as vendas de música online nos próximos tempos. Será que as pessoas vão realmente deixar de comprar a música com DRM?
  • As outras companhias de música vão seguir de imediato a EMI ou vão esperar pelos resultados? Como é que isto se vai reflectir nas vendas destas companhias?
  • A venda de música online sem DRM irá matar ainda mais o CD?
  • Como é que vai a industria do cinema reagir? Nomeadamente a guerra dos formatos HD-DVD e Blu-Ray? Será que o formato que primeiro defender o DRM-Free ganha?

Artigos Relacionados: Música

%d bloggers like this: