Quando a rádio toca…

O mundo da música está a conhecer em 2007 uma verdadeira mini-revolução. Tudo porque este ano até à data vivemos alguns marcos importantes.


Assim foi neste ano que assistimos finalmente à venda de música livre de DRM, outra vez. O CD não conta por causa de empresas como a SONY que lhe meterem rootkits… A Apple primeiro e depois Amazon, Microsoft e companhia começaram a perceber que o público detesta DRM e que os únicos beneficiados com essa tecnologia são as empresas que as desenvolvem. Até a industria da música começa a perceber lentamente isso.

Este ano foi também o ano em que algumas bandas se fartaram do poderio das editoras. Se os Pearl Jam já lhes tinham feito um manguito há alguns anos, agora parece ser a vez dos Nine Inch Nails, banda que tem uma relação tão especial com o seu público que chegou a distribuir os ficheiros do Garage Band de algumas músicas para os fãs brincarem e remisturarem. Outra que está contra o status quo são os Radiohead que lançaram o último album In Rainbows e disseram os fãs para decidir o preço justo a pagar pelo mesmo.

Por fim este é também o ano em que a RIAA conseguiu a primeira vitória em tribunal contra uma utilizadora das redes P2P, obrigando uma mãe solteira a pagar 220.000$ por 24 músicas que estavam numa pasta partilhada. Não por terem sido copiadas por mais ninguém, apenas por estarem partilhadas. Com isto conseguiu mais uma vez a antipatia dos utilizadores, coisa que todas essas associações defensoras do direitos de autor estão a conseguir muito bem. Aliás gostava de conhecer a lista das 24 bandas que querem os seu 9166$. O público teria o direito de saber quem são. Se alguém a encontrar pode mandar-me?

Em Inglaterra os mecânicos de uma estação de lavagem de automóveis foram multados porque tinham os seus rádios muito alto durante as lavagens, incorrendo assim no crime de difusão ilegal de música.

E ainda falta a nossa bem amada Sony, que de marca de referência nos anos 80 e 90, se tornou agora num papão e defende que fazer uma cópia de música comprada em CD para por exemplo levar num leitor de mp3 é crime e a pessoa que o faz merece ser chicoteado e enchido de alcatrão e penas.

Assim, o ano de 2008 promete

3 Respostas

  1. Concordo plenamente com esta análise!

  2. […] música sem ter que recorrer a serviços tipo Kazaa (que pelos vistos permitem ao pessoal ser lixado pela RIAA) encontrei um outro serviço que também simplifica a vida do pessoal para procurar músicas que […]

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: