Novo dono para o Twitter do Público

O jornal Público contactou-me através do jornalista João Pedro Pereira para saber se era possível ficarem eles a tomar conta do Twitter do Público.

Efectivamente acho que seria melhor eles ficarem com isto, já que são pagos para tal e terão certamente mais tempo e ideias para o Twitter do Público para além da simples emissão das últimas notícias do jornal.

Assim, a todos os que subscrevem o serviço, amanhã (dia 26) vou fazer a mudança e provavelmente poderá haver algum downtime no serviço até que eles no Jornal comecem a actualizar novamente o River do Público.

Queria ainda agradecer a todos os que durante este tempo deram o seu feedback sobre o River, sugeriram ideias e reportaram os bugs do serviço.

Para os subscritores do Twitter do Jornal Expresso queria dizer que vou continuar a mantê-lo pelo que não precisam de se preocupar.

À equipa do Público que vai tomar conta do River, desejo tudo de bom e que façam um excelente trabalho. Boa sorte!

5 Respostas

  1. Obrigado, David.

  2. […] tsf dixit, twitter, twittergram Os microblogs são efectivamente fantásticos. Agora que o Twitter do Público foi para casa, decidi brincar um pouco com a TSF rádio […]

  3. Eu assinei o Twitter do Público, mas estou muito desiludida. O primeiro problema é o facto de, tal como outros utilizadores, receber as mensagens partidas em duas, o que é especialmente chato uma vez que o meu telemóvel agrupa as primeiras partes num bloco e as segundas noutro.
    Mas esse nao é o principal problema: o que chateia mesmo é que o Público parte do princípio que basta por no Twitter os títulos das notícias, o que é ridículo. Exemplos: “sorteio da lotaria clássica” (sem mais, mesmo que isso me interessasse nao ficava a saber rigorosamente nada para além do facto de os resultados terem saído no dia do costume) ou ainda “revista de imprensa: os destaques do correio da manha” (com o que eu fico a saber que hoje saiu o correio da manha e que o público o leu – maravilhoso) ou ainda citaçoes sem autor…

    Ninguém tem dúvidas de que o objectivo era gerar mais trânsito para o Público, mas isso só funciona se o Público tratar o Twitter com um pouco mais de compreensao sobre o que é o serviço que quer prestar. NINGUÉM assinaria um Twitter que prometesse “todos os títulos do Público, mesmo os que nao dizem nada”, o que assinamos foram as “notícias”. Alguns títulos sao automaticamente convertíveis em notícias por sms, outros claramente nao. Esses têm de ser alterados ou de ficar de fora.

    Achas que podias passar este comentário aos novos encarregados?

  4. @Rita,

    Obrigado pelo comentário. Pela experiência que tenho o problema do Twitter partir as mensagens em 2 ou 3 não é da responsabilidade do Público, mas do twitter e infelizmente quanto a isso penso que não se vai poder fazer nada… Quanto à parte do público para além do problemas que sentes, eu também gostava que eles colocassem lá os links das notícias, para que se pudesse clicar e ir visitar as mesmas, como existia antigamente. Em todo o caso vou fazer reenviar as tua mensagem para o jornal. Quem sabe se não é possível eles corrigirem alguma coisa?…

  5. […] Novo dono para o Twitter do Publico […]

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: