Safari e Firefox e Windows…

A semana passada a Apple decidiu começar a tentar impingir o Safari aos utilizadores Windows. Ora vamos lá pensar alto um pouco.

O Firefox tem cerca de 25% do mercado dos browsers e basicamente neste momento o mercado dos browsers está bipartido entre o Firefox e o Internet Explorer. (O Opera tem uma cota marginal, muito porque demoraram muito tempo a perceber que o formato de distribuição do browser e a perceber que as pessoas não queriam mais o modelo Eudora no software).

Uma das frases do ano de 2007 do Steve Jobs foi a propósito do iTunes ter uma base de 300 milhões de instalações em Windows por causa do iPod fazendo com que o software mais popular da Apple fosse para Windows.

O lançamento do Safari para windows não deve ter conseguido os downloads que a Apple esperava, por isso decidiu mudar de táctica e tentar impingir o produto através do cavalo de Tróia que tem junto dos tais 300 milhões de utilizadores do iTunes.

Se a táctica for conseguida, onde vai a Apple roubar clientes? Vai roubar clientes aos utilizadores do Firefox? Ou vai roubar aos utilizadores do Internet Explorer? A meu ver não vai ser o utilizador do Firefox, uma vez que nem no Mac o utilizador do Firefox muda para o Safari.

Portanto, o que se coloca é o seguinte… qual a cota que Firefox e Safari juntos podem ter contra o mundo o Internet Explorer? Poderão os dois encurralar o Internet Explorer para uma posição minoritária?

E porque é que contabilizo os dois juntos? Porque no fundo isto é uma questão de dinheiro. No IE o motor de busca por defeito é o Live da Microsoft. No Safari e no Firefox o motor de busca é o do Google. Assim neste outra guerra Safari e Firefox são produtos indistintos. Ambos são os cavalos de Tróia do Google para tentar roubar clientes à Microsoft. Até onde poderão ir?
Ver ainda:

Uma resposta

  1. […] Veja também: Safari e Firefox e Windows […]

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: