Pode a Apple aguentar-se no meio do pelotão?

Desta vez não vou ser eu a criticar a Apple para que não me acusem disto ou daquilo. Aliás, parece que no campo da Apple pensar é algo encarado como mau. À semelhança do que se passava no FightClub a primeira regra da Apple Clube é “a Apple tem sempre razão“, a segunda regra da Apple é “a Apple tem sempre razão“.

Mas vamos ao que importa. O Chris Seibold publicou no Apple Matters um artigo de reflexão sobre o posicionamento da Apple no mercado. Apple que sempre teve produtos que ou foram sucesso esmagador, como no caso do iPod ou do Final Cut Studio, ou então produtos de nicho como o Mac.

O artigo reflecte se a apple com o iPhone saberá estar num estado intermédio em que nem é nicho nem é o produto dominante.

Se me é permitido pensar um minuto, acho que é exactamente pelo que o Chris Seibold refere no artigo que a inovação de produto ultimamente está centrada no chamado milk the cow” dos produtos existentes sem verdadeiramente criar algo novo.

A Apple está a passar por aquilo que se poderá no futuro chamar os anos de transição, em que os produtos que cria não são mais os dominantes do mercado e também não são os produtos de nicho com margens de lucro altas. Tais caminhos de transição são perigosos porque deixam a empresa vulnerável e a obrigam a um reposicionamento estratégico da empresa.

Conseguirá a Apple fazê-lo?

Esta questão não pode ser respondida sem um acto de fé mas isso é algo que a Apple já assistiu no passado, quando sob a gestão de meados dos anos 90 parecia que estava condenada ao desaparecimento.

Na altura Steve Jobs regressou à companhia e reorganizou-a baseando a recuperação no desenho de novos produtos e numa parceria com a Microsoft. Agora o Steve Jobs já está dentro da companhia, não se está a ver nenhum produto novo e a Apple está a basear o crescimento em Software e não Hardware. Para além do mais ainda há as questões sobre o estado de saúde do CEO da companhia que se tem apresentado debilitado nas últimas apresentações de produtos da Apple.

Esta encruzilhada de mudança é talvez um dos momentos mais importantes da apple do século XXI, mais até que a transição PowerPC / Intel (que apenas era uma questão técnica). A Apple agora precisa de fazer uma transição ainda maior: estrutural e estratégica. Os fás da Apple assim esperam.

%d bloggers like this: