Não tem dinheiro para um iPhone? Não desespere!

Em vez de andar doido a pensar como vai juntar dinheiro para comprar o iPhone e ainda pior… como o manter, faça as contas e verifique se realmente precisa do Jesus Phone.

Imaginando que agora você gasta 15€ em chamadas por mês, que não liga a SMS ou MMS… Que o GPS é algo que só interessa no TomTom que tem no carro ou no Gramin que leva para o meio do mato e que para fotografias você carrega uma DSLR como os prós.

Sim, estamos a pensar que você precisa apenas de um telefone para fazer chamadas (chocado? o telefone também dá para fazer chamadas desde que Bell o inventou em 1860, sabia?).

Ora bem se é alguém que utiliza o telemóvel basicamente para as chamadas então vamos fazer umas contas:

O custo do iPhone ao longo de 2 anos é (no tarifário mais barato da Vodafone Portugal) 970€

Ora vamos ver os mesmo 100 minutos mensais noutro plano. No caso o Uzo, com um telemóvel de 50€

O preço por minuto é de 0.158 o que dá pelos mesmo 100 minutos?.. pois é acertou 15.80€. O custo total ao fim de 2 anos de serviço será então de cerca 430€

Custo ao fim de 2 anos:
iPhone 8GB + iPhone 100 (vodafone) = 970€
Motorola W230 + Uzo = 430€

Se apenas precisar de um telefone para fazer e receber chamadas, que garantidamente não vai chamar a atenção de gatunos e ainda por cima que está desbloqueado então pode poupar muito dinheiro se tomar uma decisão consciente.

Anúncios

Android: para quando?

O wall street journal fez uma peça onde vem por a nu as dificuldades do futuro telefone Android.

Ao contrário do sistema fechado do iPhone, onde o Steve Jobs decide o que é melhor para nós, e todos aplaudem, o Android pretende ser infinitamente costumizável, mas como ainda não existe ainda nenhum telemóvel com Android, não há uma bitola pela qual os restantes se possam comparar.

E é aqui que as dores de cabeça do Google começam. Os 30 parceiros do consórcio Android estão a fazer exigências, puxando cada qual na sua direcção o que leva a o Google a ter que investir, reinventar e acima de tudo reescrever código.

Porquê? Simplesmente porque em termos de “sex apeal” não nada no mercado com o potencial do iPhone e embora o Android prometa bastante nos demos que já apareceram, os operadores na busca do iphone killer, estão a fazer atrasar o aparelho, que agora deverá ver a luz do dia apenas no fim de 2008.

Com isto, o Android corre o risco de quando efectivamente surgir já não haver ninguém interessado nele. Até porque outra companhia que anda a procurar reinventar-se, a Palm, prometeu um novo OS para o princípio de 2009.

Ver também:
o que falta ao iphone
google android touchscreen
novo OS da Palm em 18 meses

Momento de Humor…

A Palm pretende vender 2 Milhões de Centros em 2008!

O preço do Centro e o futuro iPhone 2.0

Foto de existentist

A Palm anda pelas ruas da amargura, mas ainda se pode aprender algumas coisas com a empresa. Uma delas pode ser uma indicação para o futuro da divisão móvel da Apple.

Enquanto o iPhone foi novidade e exclusivo, o preço de aquisição foi elevado. Primeiro $599 e depois $399. E quando houver mais que um iPhone? ou se o substituto não for tão apetecível?

Uma notícia recente mostrou que o Centro, o Smartphone da Palm que custa apenas $99, e que foi lançado há um ano, tem vindo a ganhar terreno no mercado dos Smartphones americano.

Isto mostra uma tendência, ou um nicho se preferirem, onde para além da qualidade intrínseca ou perceptível (tanto dá), o preço é também importante. Nem todos estão dispostos a pagar $400 por um smartphone.

Com a WWDC a aproximar-se a passos largos, vamos acima de tudo perceber qual é a estratégia da Apple neste mercado. Vai continuar a fazer iPhones dedicados apenas ao mercado todo de gama? Ou vai também levar o iPhone até mercados que tem outros requisitos criando um iPhone Nano?

Ao contrário do Desktop onde o OS X é exclusivo (mais ou menos) de computadores Apple e onde as suas funcionalidades não são possíveis de encontrar noutro hardware, nos smartphones cada vez mais começam a surgir aparelhos que oferecem touchscreens e prometem interactividade semelhante à do iPhone da Apple. A verdade é que ainda não estão lá, mas a Apple não tem como os impedir de desenvolver produtos com funcionalidades semelhantes.

No mercado dos telemóveis a Apple não é a primeira a chegar a categoria de negócios, mas antes está a tentar entrar no feudo de gigantes como a Nokia, que vende mais telemóveis por semana do que a Apple vende iPhones por ano. Assim poderá a Apple descurar a área dos Smartphones com custo de aquisição mais baixo? Penso que não e a WWDC vai dar indicações disso.

Ver também:
Novo OS da Palm em 18 meses
google android touchscreen
Hype Season Novamente?
FAQ do Pwn do iPhone / iTouch

Telefones que correm Linux…

O ano 2007 parece ser o ano da euforia em torno dos telemóveis. Talvez seja o efeito iPhone, mas a verdade é que este ano parece prometer. Nomeadamente há que estar atento a: